segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Desvendando o papel couchê

Papel Couchê


Já falamos aqui da origem do papel e dos formatos de papel e hoje vamos falar um pouco do papel couchê, que é adorado por alguns e odiado por outros. Há vários tipos e cada um deles com uma aplicabilidade diferente. Espero que gostem!

A origem do nome couchê é francesa, que significa camada. Para distinguir se um papel é do tipo couchê basta você molhar e friccionar uma parte dele até que sua camada branca se desfaça. A gramatura pode variar de 115g/m² até 300g/m². Conheça mais sobre as gramaturas aqui.

Agora vamos falar um pouco dos tipos encontrados no mercado.

Papel Couchê com Brilho 


A técnica empregada na fabricação do couchê com brilho utiliza um revestimento que deixa o papel liso e uniforme. O papel couchê com brilho reflete mais luz do que o papel fosco, o que pode atrapalhar na hora de ler, dependendo do material gráfico e da gramatura utilizada, mas esse brilho dá destaque as imagens e cores. 

Com opções de apenas um lado com brilho (couchê L1) ou ambos os lados (couchê L2). É indicado para interior (miolo) de catálogos (115, 150, 170 g/m²), capas de catálogos (230 g/ m²), flyer e cartão de visita (230, 250, 300 g/m²).

Catálogo capa em papel couchê


Papel Couchê Fosco 


O papel couchê fosco absorve mais luz, deixando a cor mais pura e com ar de sofisticação ao produto final. É usado em folder, cartaz, flyer (115 g/m²; 150 g/m²) e cartão (250 g/m²; 300 g/m²).

Cartão em papel couchê


Papel Couchê Revestido (Skin, Panamá e Cote)


Existem vários tipos de couchê com textura como: Skin, Panamá e Cote. O couchê Skin tem um revestimento imitando uma casca de ovo (nas duas faces). Já o Panamá tem revestimento imitando tramas de uma tela de linho (nas duas faces).

Por último Cote, papel revestido com camada de couchê de alto brilho “cast coated” sendo o verso fosco. Estes papéis são muito utilizados em livros, revistas, catálogos, encartes, sobrecapas e folhetos.

Livro em papel couchê





Nenhum comentário :

Postar um comentário